Mostrando postagens com marcador Aprendendo sempre algo novo!!!. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Aprendendo sempre algo novo!!!. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Dia da Crinças - Brincadeiras divertidas

 Olá meninas, tem coisa que criança gosta mais de fazer do que brincar? Não importa a idade, se é de dia, de noite, faça chuva ou faça sol, sem dúvida a atividade considerada mais importante pelas crianças é a brincadeira. E é brincando que a criança aprende a ser gente, a viver em sociedade, a contar, a pular, a criar, ou seja, acaba sendo tudo um treinamento para vários aspectos da sua vida.

A diversidade de brincadeiras se faz fundamental e a sorte é que as crianças tem a capacidade de se divertir com pouco. Mas nos últimos tempos, surgiu um grande vilão para as brincadeiras de quintal: a existência maciça de parafernálias eletrônicas que prendem a atenção dos pequenos com luzes, sons e imagens em movimento.
Entretanto, excluir a tecnologia da criança também não é nada indicado. O equilíbrio continua sendo a melhor opção nesses casos.

Você se lembra de suas brincadeiras de quando era criança e do quanto se divertia com elas? Que tal introduzi-las na vida dos seus filhos e proporcionar a eles toda aquela alegria e magia das brincadeiras tradicionais? Veja a seguir algumas brincadeiras para você relembrar e compartilhar esse grande legado com seus filhos:
 Pular corda: Existem várias modalidades para essa brincadeira, onde as crianças seguem o que é dito pela música. Uma das canções mais clássicas é “Um homem bateu em minha porta e eu abri. Senhoras e senhores ponham a mão no chão. Senhoras e senhores pulem num pé só. Senhoras e senhores deem uma rodadinha e vá pro olho da rua (quando a criança tem que sair da corda sem encostar nela)!”
Amarelinha: Uma brincadeira fácil e que envolve diversos aprendizados. Com um giz de cera ou pedaço de carvão, desenha-se a amarelinha no chão. As casas são numeradas e o “céu” pode ser colorido. Passar por todo o trajeto da amarelinha vai exigir das crianças muito equilíbrio e coordenação motora.
Bolinha de sabão: Uma brincadeira mágica e que incentiva os pequenos a direcionar o ar e controlar o diafragma. E nem é preciso comprar o modelo industrializado – apesar de ser muito barato – um copo com água e detergente e um canudo já resolvem a brincadeira.
Cirandas: São muitas músicas, cada uma com sua origem cultural e com movimentos diferentes que devem ser seguidos pelas crianças. “Brincadeiras cantadas, mesmo sem o uso de materiais, desenvolvem a criatividade, o raciocínio, a memória, a percepção musical, a coordenação motora ampla e favorecem a interação e a sociabilidade”,
Forca: A criança escolhe uma palavra e a representa no papel apenas com risquinhos correspondentes a cada letra. A outra pessoa tenta adivinhar a palavra ‘chutando’ uma letra de cada vez. A cada erro, um pedaço de um boneco aparece na forca até ser totalmente completo ou a palavra ser descoberta.
Queimada: Brincadeira boa para exercitar o arremesso e a velocidade enquanto une as crianças em grupos. Divididos em dois lados de um espaço qualquer, os times tentam arremessar e acertar as crianças do outro time com uma bola. Quando alguém é acertado vai para a ‘prisão’. Ganha o time que acertar todos os integrantes do outro.
Esconde-esconde: Umas das brincadeiras mais famosas de todos os tempos, o pique-esconde é indicado para todas as idades. Uma criança conta até 10 enquanto os outros amigos se escondem.

O número de brincadeiras que foram inventadas e passadas de geração em geração até chegar às atuais é infinito. É papel dos pais transmitir esse conhecimento para as crianças, incentivando a manutenção de tamanha bagagem cultural que só faz bem à elas.

Sempre incentivo a minha filha a brincar com brincadeiras saudaveis e divertidas, beijos.